24.1.09

A SIC no condomínio da Laginha na Zambujeira

video

NOTA: a audição desta reportagem é beneficiada se desligar o som do rádio do blog em baixo à sua direita antes de clicar no botão play.

Vídeo extraído de: http://www.youtube.com/watch?v=qWVwWfAU_qY

20.1.09

A Polícia Judiciária na Câmara Municipal de Odemira

Ao longo do dia têm sido veiculadas várias notícias nos órgãos de comunicação social que confirmam a presença de inúmeros inspectores da polícia judiciária no edifício da Câmara Municipal de Odemira.

A investigação levada a cabo pela Direcção Central de Investigação da Corrupção e Criminalidade Económica e Financeira baseia-se em alegadas suspeitas de irregularidades ocorridas neste e no anterior mandato do Sr. Presidente António Camilo.

O Correio da Manhã online publica hoje em destaque a seguinte informação:


"Vários processos de licenciamento suspeitos
Buscas na Câmara de Odemira


Cerca de 30 inspectores da Polícia Judiciária (PJ) do Direcção Central de Investigação da Corrupção e Criminalidade Económica e Financeira (DCICCEF) estão a realizar buscas na Câmara Municipal de Odemira.

Em causa estão dezenas de processos de licenciamento considerados 'suspeitos'. Trata-se de uma investigação que já vinha sendo desenvolvida pela PJ há alguns meses e que recai sobre o actual e anterior mandato do presidente António Camilo eleito pelo Partido Socialista.

Para além das instalações da câmara, estão também a decorrer buscas em vários domicílios particulares e ateliers de arquitectos.

Suspeita-se dos crimes de corrupção, peculato e abuso de poder."

"Presidente admite irregularidades em obras particulares

O presidente do município alentejano de Odemira, António Camilo (PS), admitiu que as buscas realizadas pela Policia Judiciária (PJ) na autarquia podem estar relacionadas com processos de obras particulares.

Segundo António Camilo, 'um dos inspectores já tinha estado na Câmara há uns meses atrás, a pedir dois ou três processos relacionados com obras particulares', os quais 'levou' consigo.
'A PJ talvez tenha voltado para aprofundar a investigação', admitiu, mostrando-se de 'consciência tranquila' e referindo que, hoje de manhã, 'não falou muito tempo com os inspectores'.

Segundo o autarca, 'dois inspectores' da PJ entraram hoje de manhã na Câmara 'com um mandato', com o intuito de 'fazer buscas na Câmara'.

António Camilo, que estava de saída para uma Assembleia Municipal extraordinária na sede de freguesia de Sabóia, garantiu que se colocou 'à disposição' dos inspectores e criou 'as melhores condições possíveis para fazerem o seu trabalho'.

'Disponibilizei as instalações e todos os serviços da Câmara e coloquei a minha chefe de gabinete e um vereador à ordem daquilo que os inspectores entendessem útil no sentido de lhes facilitar a tarefa que foram fazer', disse
."

Texto e Imagem Extraídos de http://www.correiodamanha.pt

6.1.09

Brindes do Bolo Rei

Em Portugal comemora-se o dia de Reis com alguma parcimónia, beberrica-se um licor e comem-se as sobras dos bolos e dos bombons; procura-se o brinde no Bolo-rei.

Há quem arranje fôlego para cantar as janeiras ou organizar uma festa familiar, contudo nada pode ser comparável à nossa vizinha Espanha onde “Los Reyes” são vividos intensamente.


Em São Teotónio nunca existiu a tradição de enfeitar o espaço público nesta quadra, contudo ao longo dos últimos anos as ruas têm sido singelamente decoradas, com umas iluminações muito simples, que mal chegam a despertar o espírito de Natal nos transeuntes.

Umas estrelas, uns pinheiros e uns cordões luminosos são alguns dos escassos enfeites que brilham no natal da vila.

Por ser dia de Reis, espera-se que as decorações e iluminações natalícias sejam retiradas em breve das ruas. Como felizmente há pessoas em São Teotónio que “nã dromem” foram executadas algumas decorações de Natal particulares que animaram a vila, ao longo destes dias.

Entre vários particulares que tiveram a simpatia de quebrar o frio das noites com animados e coloridos enfeites houve alguns que se excederam, pela ousadia, pela criatividade ou pela profusão de luzes.

Em dia de provar do bolo-rei calha a fava para a iluminação pública e os brindes para as decorações do Sr. Machado na sucata e dos manos Luz na oficina da rua 25 de Abril.

Esperemos que no próximo ano calhe também um brinde à iluminação pública!